quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Oração poderosíssima a San Fidel


    (Clique no texto para ampliar)

5 comentários:

Rui Amaral Jr disse...

Paulo, ótima oração, mas acho que por aqui( Brasil) ninguém vai prestar atenção, fico lembrando de sua aventura no Cinquecento azul (desculpe falar do carro e cor. rs)apenas para ver o museu e me pergunto; por que nosso país não incentiva e apoia essas iniciativas?
Tomara que Alguém lá no alto ouça seu pedido, para ELE nada é impossível!

Um abraço

MMozart disse...

Despejar o museu do prédio para abrigar um arquivo morto! É triste dizer isso, mas acho que a culpa é de todos. Acomodamos em frente a tv e esquecemos de questionar nossos direitos. Como um povo que não tem educação digna pode saber a importância de um museu (seja ele qual for). Desculpem o desabafo, mais o mais triste é saber que um dia ou outro vão conseguir acabar com o museu. Triste...

Francisco J.Pellegrino disse...

PL, vc sabe da nossa vontade em conhecer os museus automobilísticos pela Europa; eu já joguei minha toalha em relação à nossa passividade política, o mêdo de participar de um partido político seja ele qual for, a nossa acomodação com esta corrupção dominante no país, a sempre polarização entre dois partidos desde a ditadura...esta gente em Brasilia não tem vergonha na cara...

Paulo Levi disse...

Depois da mobilização em defesa do MAB no ano passado, até acreditei que ele estivesse fora de perigo. Infelizmente, eu estava errado: não dá pra subestimar a mistura de inércia, cinismo e burocracia das instâncias governamentais envolvidas nesse processo. Agora, só mesmo um milagre impedirá que esse museu tenha o mesmo fim de outros museus brasileiros de automóveis.

Anônimo disse...

... San Fidel ? Sinceramente... está rezando pro santo errado, senhor Paulo Levi. Este é o santo da negação do conceito de propriedade privada do capital ! O santo do mal-estar do proletariado ! Próxima viagem, vá a cuba e mande de lá um pouco do "paraíso" na Terra. Rezando para este santo corremos o risco de fecharmos o país ! Leia Ferreira Gullar na VEJA desta semana. Socialismo já era.



M.C.