quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Gerontomobilismo

No último domingo, dia 2 de setembro, a Kombi completou 55 anos no mercado brasileiro. É um récorde: nenhum outro automóvel se manteve em produção por tanto tempo, aqui ou em qualquer outro lugar do mundo. Parabéns à Volkswagen do Brasil pela efeméride (eia!). E, principalmente, por assumir a idade da veneranda Kombi num mercado onde a maior parte dos fabricantes se esforça para dar a impressão de que seus modelos mais antigos foram projetados ainda ontem.  


Pensando nisso, achei que este seria um momento oportuno para falar dos outros gerontocratas do mercado automobilístico brasileiro. Perto da Kombi, o mais velho deles ainda é um jovenzinho. Mas todos já entraram naquela fase de vida à qual bancos, seguradoras e agências de viagem se referem, eufemísticamente, como "melhor idade".

O primeiro em ordem de senioridade é o Fiat Uno Mille, que há alguns anos teve o seu nome encurtado para Fiat Mille. Aos 28 anos completos, já superou o Fusca em tempo ininterrupto de produção. Os sucessivos facelifts enfeiaram o desenho original de Giugiaro, mas a base continua a mesma. Portanto, se um dia a Fiat resolver lançar uma versão retrô do Uno, como fez com o Cinquecento, poderá usar o Mille como base. Gallina vecchia fà buon brodo... 


Dez anos mais novo que o Uno, o Corsa da GM continua vivo entre nós, só que agora com o nome Classic. Não é mais um hatch, mas não deixa de ser o mesmo Corsa que causou furor na época de seu lançamento, em 1993, quando parecia muito mais moderno do que o Uno e fazia a cabeça de nove entre dez menininhas descoladas. Hoje, com seu porta-malas saliente ornamentado por uma gravatinha dourada, é o fiel parceiro dos chefes de família da classe média emergente, num papel comparável ao do Fusca nos tempos do chamado milagre econômico. E, de certa forma, ajudou a transferir para a GM  parte dos atributos de robustez, confiabilidade e custo-benefício que por muito tempo foram patrimônio exclusivo da marca Volkswagen, na mesma linha do "você conhece, você confia".


Fechando a nossa lista de gerontomóveis, temos dois franceses naturalizados brasileiros: o Renault Clio e o Peugeot 206 (o qual passou a se chamar 207 depois da reestilização de 2008). Aos 14 anos de idade - ambos nasceram em 1998 - são os calouros da turma.



Alguém poderia supor que esses dois fabricantes franceses, chegados tardiamente ao mercado brasileiro, se miraram no exemplo dos concorrentes que já estavam aqui. Mas a verdade é que tanto a Renault como a Peugeot já possuiam uma vasta experiência na arte de prolongar a vida util de um determinado modelo, adquirida em países como a Romênia e a Argentina. O Renault 12, por exemplo, manteve-se em produção na Romênia até 2004, vinte e dois anos depois de sair de linha na França, enquanto o Peugeot 504 argentino teve uma sobrevida de dezesseis anos em relação ao original francês.

Com todo esse know how acumulado, não é de estranhar que esses dois fabricantes tenham introduzido a gerontologia veicular também no mercado europeu. O mesmo Renault Clio que você pode comprar aqui, defasado em duas gerações no confronto com o mais recente Clio francês, é comercializado em vários países do velho mundo com o nome de Clio Campus. E o nosso Peugeot 207, uma geração mais velho que o verdadeiro 207 fabricado na França, é vendido lá como Peugeot 206 Plus. São modelos de combate, destinados ao consumidor que busca preço acima de tudo. E também cumprem a missão de fazer média com os políticos franceses, que acusam a Renault e a Peugeot de transferirem a produção de seus modelos mais acessíveis para países de terceiro mundo.

A Renault anunciou há pouco que irá encerrar a produção do Clio Campus em 2013. As últimas unidades do modelo serão desovadas com uma série especial chamada Clio Campus Bye Bye. Nome mais apropriado, impossível. Só não espere que o atual Clio brasileiro venha lhe dizer bye bye tão cedo assim. Muito menos o seu rival produzido pela Peugeot, naturalmente.

Imagens: divulgação

15 comentários:

Anônimo disse...

... Ô Du Volante... Sinceramente. Quando entro em blogs e leio um texto, tento ser realmente crítico e espero que alguém - seja o bloguista, seja um comentarista - rebata ou não o que escrevi. Acho que qualquer texto exibido na internet é para ser criticado e debatido, caso haja a área de comentários. Bom... parabéns a Volks é o cacildis ! Volkswagen T5 ! Compare a alemã com a porcaria que deveria estar em algum museu mas que ainda roda nas nossas ruas ! Porcaria, sim ! e perigosa. eu mesmo já presenciei umas 3 pegando fogo ! Duas parando e pegando fogo ! Mas falo das mais "novinhas" com motor passat e refrigerado a água e radiador dianteiro... cruzes ! 31 anos ! Claro que o sócio da Vouquis, o desgoverno, também tem culpa no cartório. Aqui, a T5 sairia pro barraqueiro da CEASA do Irajá , 100.000 reais e o poder aquisitivo nosso... Mas, será que a Kombi tem concorrentes ? Tem ! Perguntem aos topiqueiros daí e vanzeiros daqui ! Bem feito prá Vouquis ! E uma banana para todos estes carrinhos aí, fajutos ! Deveriam estar também em museus das fabricas. Tiveram os seus momentos de glória. Agora, fora ! Muita concorrência deveria ter estas montadoras. Nos livraria de carroças antiquadas e de bloguistas inocentes... VIVA A JAC MOTORS e seu J3 ! HA !

Um ser mais inteligente escreveu:
" A Kombi é montada no Brasil manualmente, da mesma forma que há cinquenta anos. Embora isso demonstre a viabilidade do projeto original, tal sobrevida se deve muito mais à peculiaridade da economia e sociedade brasileira, onde um anacrônico modelo divide as ruas (e o mercado) com modelos muito mais modernos...". Ai...
Acorda, Brasil ! Pelo livre mercado e muita comncorrência ! Todos prá Brasília ! A capital...



M.C.

Paulo Levi disse...

M.C., em seu comentário você afirma esperar que "alguém - seja o bloguista, seja um comentarista - rebata ou não" o que você escreveu. Já que você me dá a opção de não rebater, ficamos por aqui mesmo.

Francisco J.Pellegrino disse...

PL....a conversa entre as montadoras é mais ou menos assim..."PRÁ QUEM É, TÁ BOM DEMAIS".

Esta semana lançaram na Europa o Golf nova geração, aqui deverá chegar lá por 2020....esperamos.

O novo Focus vimos na Europa no início do ano passado, quando teremos este "novo"?
A "Vechia Signora" é comprada na Europa por empresa de aluguel para os saudosistas..

Luís Augusto disse...

Pois é, e quem diria, a Kombi e o Uno se tornaram atemporais...
Coisas de Brasil. Mas não sabia que os dois francesinhos defasados eram oferecidos na Europa!

Anônimo disse...

...sou um liberal-conservador, Ô Du Volante. Mas que escreveu mais uma tesbeira, escreveu. Não quer debater. Tudo bem. Vejamos os outros comentaristas. Seu Camaro... Pô, boa idéia ! Um monte de rippie e mané surfista gostaria de alugar umas kombis véias ! Pô, vou comprar umas e equipá-las com 2 extintores... 3, para dar segurança. A turma gosta de "queimar" e as Kombis sofrem de auto-combustão ! Eu disse auto combustão ! E não Gisele Desbunchen, a traveca do Irajá ! Alto e com bustão. Fui ciceronear o Rubs Cascata pelo Rio de Janeiro ee paramos lá, no Irajá ! Não me lembro de nada porque bebi Ixkóu ! Para não dar confusão: combustão espontânea... Na Wikipedia tem alguns materiais que sofrem deste mal... Montes de feno, carvão, negativos e cópias de filmes antigos, Kombis, óleo de linhaça, grãos de pistache ! Adoro pistache ! Oxidação de pirita...
Oferecidos na Europa, Luís ? Mapa ! Preciso de um mapa ! Europa... aaaa, tá... Moldávia, Letônia, Romênia, Albânia eee Portugal, Grécia e Bósnia ! Croácia...


M.C.

Belair disse...

Noooossa Mauricio!!!
Clap clap clap !

Reynaldo disse...

Apoiado Mauricio!

Joel Gayeski disse...

Eu já nem leio por inteiro os comentários do/da MC porque sempre seguem a mesma a linha.
Mas vamos ao que interessa.
Disse o Cpt. Bob Lutz que o consumidor médio não entende porcaria nenhuma sobre o carro que está comprando. Aqui no Brasil isso vale tremendamente mais.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Belair... a mesma coisa. Quem são voces ? Joel Gayeski e Belair ? Reinaldo... Reinaldo ? Só se for o Azevedo. Bloguistas fraquinhos. Só brigo com cachorro grande. Que acho ser "cachorro grande". Mas se bota o rabo entre as pernas... Pinscher eu saio de perto...


M.C.

Belair disse...

zzzzzZZZZZZZZZZZ......

Anônimo disse...

... só um mosquito. Amanhã eu volto.


M.C.

Belair disse...

Huahahaha. Boa M.C.!

Paulo Levi disse...

Bom, chegou a minha vez de postar um comentário neste espaço. E, ao mesmo tempo, de dar uma notícia que eu preferia não ter que dar: a partir de agora haverá moderação de comentários neste blog.

Para entender os motivos, basta ler a sequência de comentários a este post, em que um visitante que se esconde por trás de um conveniente anonimato se julga no direito de ofender a mim e às pessoas que me honram com sua leitura e sua participação. Este blog é como se fosse uma extensão da minha casa, e eu na qualidade de anfitrião tenho o dever de manter um ambiente agradável e acolhedor para os meus visitantes, Naturalmente, críticas e opiniões contrárias são e serão sempre bem-vindas, desde que respeitadas as regras básicas da convivência entre pessoas civilizadas.

Ron Groo disse...

Eu gosto de Kombis exatamente por terem mudado muito pouco através dos tempos.

Geralmente os facelifits vão descaracterizando os carros até não sobrar nada do projeto original. E isto é muito ruim.

Odiaria que o meu amado Ford Corcel GT 73 fosse reestilizado.