domingo, 11 de setembro de 2011

Alfas fazem a festa em Elkhart Lake

Mais um dia movimentado em Elkhart Lake, com sete sessões de qualifying e dez provas em diferentes categorias. Destas, a principal foi a da Trans-Am até 2.5 litros, vencida com facilidade pelos Alfa-Romeo GTV. Aliás, a Alfa não deu chance aos adversários, fazendo a dobradinha na ponta e ocupando seis das dez primeiras posições. Os Datsun 510 ainda conseguiram cavar um terceiro e um sexto lugares, enquanto os BMW ficaram inapelavelmente para trás.

Alfas largaram na frente e ali se mantiveram até o final
A GTV vencedora...
... e a segunda colocada
Um dos carros mais divertidos de se ver em ação foi o Triumph Vitesse do californiano Butch Gilbert. Com seu visual esquisitão e uma distancia entre eixos curtíssima para um três volumes de tração traseira, o sedã inglês disputou uma corrida combativa. Chegou à frente de muitos Datsuns e de quase todos os BMWs.
O Triumph entra na pista para o treino misto...
... e já surpreende muita gente com a sua performance
Antes de deixar autódromo de Road America, tive o prazer de conhecer Mr. Bob McKee, construtor dos automóveis do mesmo nome na fase inicial da categoria CanAm. Para quem até hoje só tinha visto os McKee em escala 1:32, foi uma experiência única conhecer o criador desses carros em escala 1:1!


Imagem: arquivo pessoal do autor. Reprodução permitida mediante atribuição a este blog

7 comentários:

Francisco J.Pellegrino disse...

Aee Paulo, grandes fotos, estas Alfas fazem doer o coração da gente...

Luís Augusto disse...

Interessantíssimo esse Triumph, não conhecia. Por motivos óbvios, ando especialmente interessado na indústria automotiva britânica...

Belair disse...

Na foto da largada,2 curiosidades:o Volvo(240?244?) ate' passa, mas um FUSCA???
Ah! E gostei da camiseta.A sua...

Paulo Levi disse...

Obrigado, Francisco. Essas Alfas aí são só a pontinha do iceberg, aguarde!

Paulo Levi disse...

Luís, esse sedã da Triumph também é obra do Michelotti. Ao vivo, é mais feio que nas fotos.

Carro inglês aqui é o que não falta. Tem coisas do outro mundo - que tal um MGB com compressor e (pasme) piloto automático?

Paulo Levi disse...

Belair, o Fusca até que andava bem (para um Fusca), mas faltava um Ingo Hoffman pra pilotar... e os Volvos, coitadinhos, não tiveram a menor chance no meio daquela turma.

Luís Augusto disse...

Não é feio, é exótico!