quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O carro pacífico e humanitário de Muamar Kadafi

O Adverdriving é antes de tudo um blog sobre automóveis, e como tal não se envolve em assuntos de política. Entretanto, considerando os últimos acontecimentos no cenário internacional, julguei oportuno relembrar aqui o lançamento do automóvel "projetado" por Muamar Kadafi no final da década de 1990.

Agora que passou a fase de "louco manso" do ditador líbio, a leitura de certas passagens desse texto, baseado na notícia publicada na época pelo portal BBC News, tem um efeito especialmente arrepiante. Confira:  


O líder líbio, Coronel Muamar Kadafi, inventou um automóvel que a Líbia afirma ser o veículo mais seguro do mundo.

O carro, batizado como Saroukh el-Jamahiriya (Foguete do Estado do Povo e para o Povo), foi lançado em uma reunião de cúpula da Organização da Unidade Africana organizada pelo Coronel Kadafi em Tripoli.


O interior do veículo possui vários airbags e um inédito "sistema de defesa eletrônico". Um sistema de amortecimento protege os passageiros em caso de colisão frontal.

Dukhali Al-Meghareff, presidente da Sociedade de Investimentos Nacionais da Libia, responsável pela produção do protótipo, classificou-o como "um modelo revolucionário na história do automóvel". A empresa pretende instalar uma fábrica  em Trípoli para dar início à fabricação do modelo.

Segundo Al-Meghareff, o modelo foi desenvolvido a partir de idéias de segurança concebidas por Kadafi.

"O líder passou muitas horas do seu precioso tempo pensando em uma solução eficaz. É o automóvel mais seguro produzido em qualquer lugar do mundo", disse o Sr. Al-Meghareff.

"A invenção do carro mais seguro do mundo é prova de que a revolução líbia é construída sobre a felicidade do ser humano."

Em entrevista coletiva no lançamento do carro, o Sr. Al-Meghareff disse que Kadafi tinha passado o seu tempo durante a vigência das sanções internacionais a que a Líbia esteve submetida "pensando em maneiras de preservar a vida humana em todo o mundo".

Ele acrescentou que o nome provocativo do carro pretende enfatizar que, enquanto outros países produzem foguetes para matar, na Líbia eles são desenvolvidos com fins pacíficos e humanitários.
Fonte: http://news.bbc.co.uk/2/hi/middle_east/440161.stm

Imagem: Sabri El Mhedwi/EFE

6 comentários:

Francisco J.Pellegrino disse...

Estas mudanças antes impensáveis que assistimos no mundo arabe, creio se espalharão pelo resto do mundo oprimido por governos e politicos corruptos, déspostas e outros indesejáveis que se eternizam no poder....vem mais coisa por aí...(será que teremos nossa Praça Tahrir ?) Quanto ao carro do bufão é mais uma tranqueira que temos pelo mundo.Desculpe me alongar em politica.

Luís Augusto disse...

Parece deboche!

Dan Palatnik disse...

Boa matéria, gostei dess Foguete (embora prefira o Rolls Royce de prata do deposto Farouk do Egito).

Parece um Lamborghini, mimo do Berlusconi. Sabe como são os "amici": -- Me ensina o bunga bunga que te dou um carro novo.

Taí um fecho para o "líder" que afirmou resistir até a última gota de sangue: atirar-se dentro do "Foguete do Estado do Povo e para o Povo" -- em cima do Povo...

Paulo Levi disse...

Essa "obra" do Grande Líder foi executada por uma empresa italiana chamada Tesco TS. Dei uma olhada no site dela, e lá está o Foguete do Estado do Povo em posição de grande destaque.

Apesar da Tesco TS dizer que trabalha para a nata da indústria automobilística mundial, fiquei com a impressão de que o seu único cliente de verdade é o amigo bunga-bunga do Berlusconi. Resumindo: é deboche em cima de deboche.

Joel Gayeski disse...

Me admira essa empresa ter feito esse carro pro maluco do Kadafi...
Me admira PN, quem fez só está interessado no dinheiro.

Paulo Levi disse...

Joel,

É como o título daquele clássico do spaghetti western: "por um punhado de (petro)dólares".