segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

O co-piloto do Adverdriving

Não posso deixar que 2010 vá embora sem dar o devido crédito ao Pocho, meu co-piloto neste blog.

O Pocho é um legítimo SRD (sem raça definida), mas está na cara que tem dachshund na mistura. Não sei qual é a sua idade, já que ele é adotivo, mas deve ter uns cinco, seis anos.

Basicamente, a missão do Pocho é ficar sentadinho ao meu lado enquanto eu escrevo os textos que vou postar no Adverdriving. Como todo bom co-piloto, ele é calmo e equiiibrado, só abre a boca se tiver algo importante a dizer, e encara as etapas mais longas sem perder a paciência e o bom humor.


Quando foi adotado, em janeiro deste ano, ele tinha uma saúde de ferro - ou pelo menos assim parecia. E aí, no começo de maio, sofreu um violento ataque de hérnia de disco que o deixou paralítico das pernas traseiras. Foi operado de urgência, passou três semanas em uma espécie de UTI onde era alimentado apenas por via venosa, sofreu o diabo, quase morreu.

Mas o Pocho mostrou que é duro na queda: aos poucos foi se recuperando, e hoje leva uma vida quase normal. Ainda não consegue andar por conta própria, mas com a fisioterapia intensiva que vem fazendo estou confiante de que irá conseguir.

Seja como for, o Pocho voltou a fazer seus passeios pelo bairro graças a essa traquitana com rodinhas. Ele se adaptou a ela com a maior facilidade, e é capaz de atingir velocidades alucinantes especialmente se farejar alguma cadelinha poodle à sua frente.


Nesses passeios, os papéis se invertem e eu passo a ser o co-piloto do Pocho. Minhas principais tarefas são evitar que ele capote em alguma manobra mais arrojada, e cuidar para que ele volte para casa são e salvo. De quebra, aproveito para esticar um pouco as pernas, respirar ar puro (se é que isso é possível na região central de São Paulo) e soltar a imaginação em busca de possíveis temas para novos posts.

Por falar nisso, a virada está chegando e este é o último post do ano. Em 2011, estarei aqui novamente para retomar o caminho do Adverdriving. Com o Pocho ao meu lado, naturalmente. E sem que ele precise de rodinhas para andar, se Deus quiser.

Um Feliz 2011 a todos!


Imagens Tintim e Milu: Tintin au Pays des Soviets, de Hergé
Agradecimento especial ao Dr. Mário Basso, fisioterapeuta do Pocho

12 comentários:

Mauricio Morais disse...

Vida longa ao seu fiel escudeiro Pocho. Bom 2011 para você também.

Joel Gayeski disse...

"e é capaz de atingir velocidades alucinantes especialmente se farejar alguma cadelinha poodle à sua frente."

Dei risada aqui.

Bom, feliz Natal atrasado e feliz ano-novo Paulo.
E que o Pocho volte a andar normalmente.

Ron Groo disse...

Heheheh, só se for Poodle? Rapaz exigente este...
Também tenho um co-piloto, mas infelizmente ele não é calmo e tranqüilo, aliás, ela.
Fica pulando, late, põe o focinho no caps lock...
Também não tem raça definida, mas se parece muito com uma mistura de golden retriever com cocker... OU seja, é vira latas mesmo.

A você também Paulo, um grande ano novo, cheio de tudo aquilo que você mais gosta.
E que possamos estar juntos novamente nesta internet, que se tem muita coisa suspeita, também tem muita, mas muita coisa boa para gente se divertir e aprender.
Abraço.

Gustavo disse...

Feliz 2011 ao piloto e co-piloto, não necessáriamente nessa ordem já que os papéis se invertem. Saúde!

Francisco J.Pellegrino disse...

Paulo, fico feliz pelo Pocho, fico feliz das novas amizades que fazemos nesta blogosfera, daqueles que apresentamos aos novos amigos,da cultura que absorvemos com a experiência dos amigos,do papo descontraído que se pode ter nestes blogs automobilisticos, temos nossas 2 meninas Fox Paulistinha em casa mas não me atrevo a levá-las aos passeios...já tem muito espaço aqui em casa..são ativas demais...Feliz 2011, muita fórmula Um para a gente no ano próximo, grande abraço. Respire o ar puro de Sampa, antes eu tivesse ficado na minha casa....litoral só tem problema e mais nada...ninguem descansa.

Paulo Levi disse...

Maurício, Joel, Ron Groo, Gustavo e Francisco,

São comentários como esses que fazem tudo valer à pena - e quando digo isso, não estou me referindo apenas ao trabalho (por mais gostoso que seja) de fazer este blog.

Um grande abraço a cada um de vocês (inclusive de parte do Pocho). Tenham uma ótima passagem de ano, e que 2011 traga muitas alegrias a vocês e a todos aqueles a quem vocês querem bem.

E agora, vamos à festa que é pro ano novo nascer feliz!

Rose Lopes disse...

Paulo

Amei esta postagem sobre o co-piloto Pocho. Ele está fantástico no seu cuper carro, parece mesmo um piloto audaz...
Torcemos para que 2011 seja muito generoso em saúde, paz, boas interações com as pessoas, bons projetos profissionais, e sobretudo, plenitude pessoal e espiritual.
Torcemos para os progressos co Pocho, e que ele possa ir aos poucos retomando um pouco de sua capacidade de andar e outras funções automáticas.
Beijos
Rose Lopes

Tali disse...

Oi Paulão, acabei de ler seu post, meio tardiamente. Só tenho duas coisas a dizer. Você continua com a verve toda e com uma habilidade incrível de me emocionar. Vida longa a tudo que te faz feliz. Um 2011 maravilhoso para você e que essas primeiras pedrinhas que estão aparecendo aí no caminho sejam só o prelúdio de um tapetão tranquilo e maravilhoso, daqueles que a gente paga pedágio sorrindo. Beijos grandes para você e um carinho de longe no Pocho. Tali

JT disse...

Parabéns pelo blog, que não se limita a tratar de carros, cuja receita inclui um tempero pessoal que humaniza até os SRDs da vida. Vou indicar este post para uma colega que mantém um blog sobre cães!
Feliz 2011!

Paulo Levi disse...

Rose e Tali,

Obrigado pela visita e pelos bons votos para 2011, que retribuo ainda que com grande atraso.

PS - meu co-piloto Pocho também agradece!

Paulo Levi disse...

JT,
Muito obrigado pelos comentários e pela indicação. Um abraço e um ótimo 2011 pra você também!

Michel Freidenson disse...

Palú só agora li este post : Está maravilhoso, muito emocionante, parabéns !! Bj Michel